Lynx Smart BMS

4. Comunicação e «interface»

Ver também:

4.1. A aplicação VictronConnect

A aplicação VictronConnect comunica através de «bluetooth». É utilizada para alterar as definições e monitorizar o Lynx Smart BMS e até quatro Distribuidores Lynx ligados. Para mais informação sobre a aplicação VictronConnect, consulte o manual VictronConnect.

4.2. Dispositivo GX

O Lynx Smart BMS pode ser ligado a um dispositivo GX através de VE.Can. O dispositivo GX irá visualizar todos parâmetros medidos, o estado operacional, o SoC da bateria e os alarmes.

4.3. Portal VRM

Se o Lynx Smart BMS estiver ligado a um dispositivo GX e este à Internet, será possível aceder remotamente a todos os parâmetros medidos, ao estado operacional, ao SoC da bateria e aos alarmes através do Portal VRM.

4.4. Monitorização de fusível do Distribuidor Lynx

É possível ligar até quatro Distribuidores Lynx a um Lynx Smart BMS. Comunicam através do cabo RJ10. Os Distribuidores Lynx comunicam o estado do fusível e o estado operacional ao Lynx Smart BMS. Este pode ser utilizado para fazer a leitura dos Distribuidores Lynx e para gerar alarmes em caso de fusível fundido ou de perda de comunicação.

4.5. DVCC

O DVCC permite ao Lynx Smart BMS controlar os inversores/carregadores Victron Energy e os carregadores solares através de um dispositivo GX.

O Lynx Smart BMS ajustará automaticamente a corrente de descarga, a corrente de carga e a tensão de carga, dependendo do estado da bateria. Para a ação tomada para cada estado de bateria, consulte a tabela seguinte.

O DVCC é ativado automaticamente. Os seguintes parâmetros são implementados:

Parâmetros fixos:

  • Tensão de absorção definida como 14,2 V

  • Tensão de flutuação/armazenagem definida como 13,5 V

  • Corrente de carga máxima definida como 1 A

  • Corrente de carga com tensão de célula baixa definida em 0,1 A

Configurável pelo utilizador pela aplicação VictronConnect:

  • Tempo de absorção

  • Limiar do estado da carga (SoC) (será iniciado um novo ciclo de carga quando o estado da carga da bateria for inferior a este limiar)

  • Tempo de absorção repetida (o número de dias após o qual é iniciado um novo ciclo de carga, mesmo se o estado da carga for superior ao limiar do estado de carga)

Para mais informação sobre o DVCC e descobrir os produtos Victron Energy controláveis pelo mesmo, consulte o manual de dispositivo GX.

4.6. Ações tomadas em determinadas condições da bateria

Condição da bateria

Sinal de autorização de descarga

Sinal de autorização de carga

Ação DVCC

Uma tensão da célula da bateria é inferior a 5 ºC

Isto é um alarme de temperatura baixa.

Alto

Baixo

A corrente de carga diminui baixando a tensão de carga para a tensão de bateria menos 0,15 V. Isto reduz a corrente de carga para 0 A.

A bateria está a sinalizar um pré-alarme de tensão baixa.

Alto

Alto

Pode ser selecionado pelo utilizador. Pode ser definido para reduzir a corrente de descarga para 0 A ou para não executar ações.

Uma tensão da célula da bateria é demasiado baixa.

Isto é um alarme de subtensão

Baixo

Alto

A corrente de descarga diminui para 0 A. Quando o alarme de subtensão for reconhecido, será definida como 600 A.

A tensão de carga é diminuída até que a corrente de carga seja 0,1C. Quando o alarme de subtensão for reconhecido, a tensão de carga regressará a 14,2 V (28,4V ou 56,8 V).

Uma tensão da célula da bateria é demasiado baixa e a temperatura é demasiado baixa (inferior a 5 ºC).

Baixo

Baixo

A corrente de carga diminui baixando a tensão de carga para a tensão de bateria menos 0,15 V. Isto reduz a corrente de carga para 0 A.

A tensão da célula de bateria é demasiado alta ou a temperatura é demasiado alta e a tensão da bateria é inferior a 13,5 V (27,0 V).

Isto é interpretado como alarme de sobreaquecimento.

Alto

Baixo

A corrente de carga diminui baixando a tensão de carga para a tensão de bateria menos 0,15 V. Isto reduz a corrente de carga para 0 A.

Quando o alarme de temperatura tiver sido reconhecido, a tensão de carga voltará ao normal.

A tensão da célula de bateria é demasiado alta ou a temperatura é demasiado alta e a tensão da bateia é superior a 13,5 V (27,0 V).

Isto é interpretado como alarme de sobretensão.

Uma causa provável é um desequilíbrio nas células da bateria.

Alto

Baixo

A corrente de carga diminui baixando a tensão de carga para a tensão de bateria menos 0,15 V. Isto reduz a corrente de carga para 0 A.

Quando o alarme de sobretensão tiver sido reconhecido, a tensão de carga regressará a 13,6 V (27,2 V). A tensão de carga aumentará em incrementos de 0,2 V quando a corrente de carga for inferior a 1,5 A durante 2 min. Isto é repetido até que a tensão de carga tenha atingido 14,2 V (28,4 V); neste ponto a tensão de carga regressa ao normal.

Esta sequência de carga especial foi projetada para reequilibrar as células da bateria.

4.7. NMEA 2000

É possível comunicar com uma rede NMEA 2000 através daLynx Smart BMS ligação VE.Can com um cabo macho micro-C VE.Can para NMEA 2000.

PGN NMEA 2000 compatíveis:

Informação do produto – PGN 126996

Estado detalhado CC – PGN 127506

Estado CC / bateria – PGN 127508

Estado do banco de interruptores - PGN 127501

-        Estado 1: Relé

-        Estado 2: Alarme

-        Estado 3: Tensão da bateria baixa

-        Estado 4: Tensão da bateria alta

Classe e função:

Classe de dispositivo N2K: Geração elétrica

Função de dispositivo N2K: Bateria

Para mais informação, consulte o guia de integração NMEA 2000 & MFD.